Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Anna Costa St

Licenciada, mãe de um menino, formação em Fashion Industry/Consultoria de Imagem, aqui deixarei sugestões de Moda e falarei de outros temas que estão presentes nos nossos dias. Lifestyle, Clean the Closet entre outros...

Anna Costa St

Licenciada, mãe de um menino, formação em Fashion Industry/Consultoria de Imagem, aqui deixarei sugestões de Moda e falarei de outros temas que estão presentes nos nossos dias. Lifestyle, Clean the Closet entre outros...

03.01.20

Diz o povo "em janeiro vês o tempo do ano inteiro", será???


Ana Costa Ana Costa

A sabedoria dos nossos "antigos" é algo de impressionante!

Podemos dizer que os conhecimentos são o conjunto de centenas de anos de vida de constante experiência. A sabedoria dos "antigos" é, sem sombra de duvida, algo de muito útil no nosso dia a dia.

A agricultura "vive" das condições climatéricas. É preciso saber quando e como fazer sementeiras de forma a retirar o maior proveito das terras.

Os nossos avós recorriam ao mês de Janeiro para fazer o seu boletim meteorológico.

Diziam eles que;

"em Janeiro vês o tempo do ano inteiro"

 

A fórmula é bastante simples:

     - Aos primeiros doze dias não se liga, dizem eles que são as "arremedas"(modo de falar)

     - Entre o 13º e o 24º dias está todo o ano

Basta para isso associar a cada dia um mês do ano.

Ou seja, temos assim que o dia 13 corresponde o mês de Janeiro, o 14 o mês de Fevereiro, o 15 o mês de Março,… e o dia 24 o mês de Dezembro. Se o dia 13 for chuvoso então Janeiro será chuvoso, de o dia 14 começar com chuva e terminar sem chuva assim será o mês de Fevereiro,…

Em caso de grandes duvidas recorriam às arremedas para confirmar o tempo que irá acontecer.

Num tempo em que escasseava a água para as regas era muito importante saber em que terra se iria semear e, se deviam antecipar o atrasar as sementeiras.  

Hoje podemos utilizar este conhecimento para a agricultura ou então para marcar as nossas férias de verão. É sempre bom conhecer o tempo com antecedência.

 

Acreditam?!

Pelo sim, pelo não vou tomar nota ;)

 

(Fonte: Filho do Couço)